Notícias e Eventos

Governo do Estado anuncia os 102 projetos contemplados no programa Sinapse da Inovação



O governador Raimundo Colombo anunciou nesta quarta-feira, 7, em seu gabinete, as 102 propostas aprovadas na 6ª edição do Sinapse da Inovação, programa de empreendedorismo inovador promovido pela FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina) com execução da Fundação CERTI. Estiverem presentes na cerimônia representantes de algumas das 102 propostas selecionadas — que receberão aporte de R$ 60 mil cada —, além de autoridades do Governo Estadual e lideranças de outras instituições do ecossistema de inovação tecnológica de Santa Catarina.   

 

 

A 6ª edição do Sinapse teve recorde de inscrições, recebendo 1791 projetos para constituição de empresas inovadoras. Ao longo do processo seletivo, que teve início em outubro de 2017, mais de 4.500 profissionais foram capacitados em diversas áreas de atuação. A lista dos 102 projetos selecionados para a etapa final foi divulgada no site da programa. A Fapesc agora aportará até R$ 60 mil em recursos para cada um dos empreendimentos contemplados. Além disso, o Sinapse vai oferecer bolsas de auxílio aos empreendedores: cada projeto poderá solicitar uma bolsa por 12 meses. Participantes com nível de graduação receberão valor mensal de R$ 2,5 mil, e com mestrado, de R$ 3,5 mil. Com as bolsas, o recurso a ser disponibilizado pela Fapesc gira em torno de R$ 10 milhões.

 

Na cerimônia, o governador destacou a importância da iniciativa do Sinapse da Inovação em promover o talento e o esforço de novos empreendedores, promovendo o avanço econômico mesmo em momentos de dificuldades. “Nós precisamos ter muita competitividade, e nossa eficiência tem sido colocada à prova para promover uma sociedade mais justa e melhor, e esse tipo de programa faz com que nosso estado seja beneficiado”, destacou Raimundo Colombo.

 

Uma novidade neste ano é que a Junta Comercial de Santa Catarina vai agilizar o registro das novas empresas para que elas tenham tempo para desenvolver os protótipos, processos ou serviços propostos por meio de chamada pública. A proposta vem ao encontro do programa SC Bem mais Simples, criado pela SDS (Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável) e outros órgãos do governo, a fim de diminuir os entraves para aberturas e processos para empresas de baixa complexidade, ou seja, com atividades que não comprometem a segurança sanitária, ambiental e com baixo potencial poluidor.

 

O presidente da JUCESC, Julio Cesar Marcellino Jr., participou do evento, assim como Marcio Silveira, diretor de apoio às Micro e Pequenas Empresas e ao Empreendedor Individual da SDS. O diretor explicou aos sinápticos recém-contemplados, e que participaram da cerimônia no gabinete do governador, sobre o Bem mais Simples e enfatizou que 80% dos selecionados no Sinapse já estão em cidades que aderiram ao programa da SDS.

 

Sinapse VI em números

 

Entre os projetos selecionados para receber aporte financeiro e participar do processo de pré-incubação, 28 correspondem à temática Tecnologia da Informação e Comunicação; 18 estão ligados à Eletrônica; 17 à Tecnologia Social e 14 à Gestão. Outras temáticas como Biotecnologia (8), Mecatrônica (6), Nanotecnologia (4), Química e Materiais (3) e Design (2) também foram contempladas na seleção.

 

Quanto à origem das ideias, 30 são da Grande Florianópolis, 20 da região Norte, 14 do Oeste, 14 do Sul do estado, 11 do Vale do Itajaí e outras 11 da região Serrana. No total, as ideais são provenientes de 30 municípios catarinenses, sendo que as cidades com maior número de empreendimentos selecionados foram Florianópolis (27), Joinville (13) e Lages (9).

 

Em relação aos proponentes dos projetos aprovados, 50% são profissionais com pós-graduação (concluída ou em andamento), 46% cursaram ou ainda cursam o Ensino Superior, 3% possuem formação técnica ou nível médio e apenas 1% concluiu apenas o Ensino Fundamental.

 

Sobre o Sinapse

 

Criado em 2008 pela Fundação CERTI, que desde então tem operado o programa, o Sinapse da Inovação busca transformar e aplicar as boas ideias geradas por estudantes, pesquisadores e profissionais de diferentes setores do conhecimento e econômicos em negócios de sucesso. Para isso, são oferecidos recursos e capacitação técnica aos participantes do programa. Desde sua primeira edição, o Sinapse já destinou aproximadamente R$ 40 milhões em recursos por meio da Fapesc, sendo responsável pela criação de mais de 400 startups inovadoras, pela geração de mais de 1,5 mil empregos diretos e de aproximadamente 150 patentes.

 

 

Fonte: Fapesc

SCN Qd. 05 bloco A n° 50
Brasília Shopping - Torre Norte / Sala 926
Bairro Asa Norte - Brasília - DF
CEP 70715-900
61 3326 9977
pedbrasil@pedbrasil.org.br